«No mundo, há gente notável!»

09/11/10

FAZER O QUE É DE FAZER...SOLUCIONAR O QUE TIVER SOLUÇÃO!

Por: João Almeida
Coord. de Projectos de Cooperação Internacional
Este blogue de informação da Humanitarius, que faz honra ao nome de um dos projectos mais importantes, por nós criado com muito carinho, não deixa de ser, a "Casa" onde se desenha todo o nosso percurso, desde 2007, altura em que se pensou um dia, partir rumo á África quente, com o intuito de poder contribuir com a nossa parte, no que respeita a apoio social cooperactivo.
Volvidos quatro anos, depois de nos deparar-mos com vários conflitos politico-militares na Guiné-Bissau, (assassinato de um presidente, chefia militar e deputados), no ano seguinte uma intentona fervilhante de golpe de estado (este ano, a 1 de Abril), - dizia eu, - mesmo com todos estes sobressaltos (inloco), nunca me foi tão dificil digerir um problema, como o que vivemos este ano, só que desta vez, para Moçambique. Claro...isso mesmo, o sempre problemático envio de um contentor de ajuda humanitária, solidária, em que paga o mesmo, que um contentor comercial. Aqui, não á contemplações, nem "Solidariedade" do Armador do navio. Mas, pior que isso, é que para além de "cada centimetro de navio", custar uma "pipa de massa", ainda por cima, os despachos alfandegários (outra mina) - foi um desabafo, desculpem...-, as taxas e outros impostos, tudo como se as toneladas de doações fossem comercilizáveis. Ora, isto, porque se trata de uma organização sem fins lucrativos a fazer tal envio. Agora entendo porque a maior parte das organizações, a trabalhar solidáriamente em várias missões em África, evitam despachar contentores com ajuda para aqueles povos, e que tanto precisam, de uma "Humanitarius", como de outras tantas organizações, para lhes fazer chegar, o que quase nunca chega. Voltando ao blogue, é aqui o lugar, onde nos sentimos confortáveis, em mostrar com rigor o que fazemos, o que assumimos, em suma, o quanto ficamos "completos como pessoas", assim que cumprimos com as nossas acções e compromissos.
Felizmente, que apesar de tanta luta, tanto esforço em tentar conseguir enviar este contentor de todos, sentimos o grande apoio, carinho e uma, nunca antes vista, partilha e envolvimento de uma equipa, como a que está voluntáriamente, a dar o seu melhor. Isto...é talvez, um dos motivos principais, para nos dar estimulo e alicerçar o fundamental da nossa missão.
Desde Segunda-Feira (8 Nov), que de Maputo, Nampula, Cabo Delgado e até de cá, jornalistas da imprensa Moçambicana, vêm ligando, para partilhar a história deste projecto, que tem como base principal 36 toneladas de doações, desde equipamentos de saúde, material escolar, apoio social (com milhares de peças de vestuário para Mulher, Criança (Bebé), jovens, Milhares de Calçado, Milhares de Brinquedos novos, Material pedagógico e didáctico, equipamentos para requalificação de uma escola, Cadeira de rodas para um jovem paraplégico, e tantas outras coisas). Com apoios "cortados", restava-nos desistir. Mas, graças ao envolvimento activo de uma equipa dinãmica, como a que temos a dar-nos aquela força, havemos de conseguir fazer sair para o mar, o nosso... "AJUDA MOÇAMBIQUE" .
É isso que tenho dito á imprensa, "...desistir, nem pensar! Estamos a tentar fazer o que temos de fazer, e solucionar o que tem solução. Só perdemos algumas oportunidades, mas não todas. Aquilo que nos propussemos fazer, vamos cumprir, com a ajuda da sociedade civil e empresarial, que nos têm incutido confiança."
Poderá questionar-se, do porquê desta mensagem, mas de facto a verdade é que muitas pessoas, só agora nos conheceram, outras já á muito nos acompanham, e essas, sabem que a verdade é mais saborosa, especialmente quando conseguimos transformar problemas em soluções!
Sexta-Feira, (20h), organizou-se um Jantar de apoio á nossa Associação Portimonense. Vai ser no Clube Naval de Portimão, vamos apresentar um tele-documentário que mostra o nosso trabalho no terreno, vamos ter música para animar a noite com «Sticky Fingers», conhecerá a equipa voluntária de cooperação técnica, que vai seguir para Moçambique (Cabo-Delgado).
A sua presença, dará uma grande ajuda a esta causa. Partilhe connosco desse momento.
Faça a sua reserva para: 96 012 00 94 ou 96 909 28 81.
"Por boas causas...estamos juntos!"
Obrigado a todos pela confiança em nós depositada.
Obrigado aos meus companheiros.
Obrigado a si, por "Dar" um sinal de esperança, aqueles que estão longe...e ansiosos pela nossa chegada.
João Almeida