«No mundo, há gente notável!»

05/01/10

TRÊS ONG'S NA GUINÉ, VÃO CELEBRAR PROTOCOLOS DE COOPERAÇÃO


Serão três as ONG, com sede social na Guiné-Bissau, que irão rubricar protocolos de cooperação, futura com a Humanitarius. No domínio da Educação, Saúde e Apoio Social, estas organizações, serão o elo de contacto com a associação Algarvia, para que a partir de 2011, possam receber doações de parceiros em Portugal, onde se incluem, outras Associações, ou instituições congéneres. As organizações não governamentais, são:
- APROMODAC
- AGRICE
- REDE AJUDA
Quanto á  ENEAPROMA, falta só consolidar as linhas programáticas de cooperação, visto que a Humanitarius, é membro associado e parceiro directo, legalmente constituida desde Outubro de 2009. Serão pilares fundamentais, conseguir ajuda (doações), de material escolar, equipamentos entre outros, para escolas de tabanca (deslocalizadas) dos principais centros urbanos.Escolas onde falta quase tudo. O Ensino é em Português (Língua Oficial), mas o principal falta, ou seja, manuais, cadernos, lápis, canetas, giz, já para não falar nas muitas escolas em que as crianças têm aulas, sentados no chão. É esse o interesse em celebrar, protocolos de colaboração directa, com ONG´S responsáveis e reconhecidas oficialmente, dado o trabalho sério, que desenvolvem no terreno, e dada a boa aplicação comprovada dos meios e donativos recebidos de Portugal e de outros países cooperantes.

MATERIAIS PRECISAM-SE, PARA AJUDAR ESCOLA DE CEGOS NA GUINÉ


4 de Janeiro é o dia do "Braille". 

Clara Hugman, da Humanitarius, recorda a importância daquela escola que conheceu em 2007 e, que vai apoiar na expedição de Março, no Alicerce XXI. (Blogue: http://estrelina-o-o.blogspot.com)


"Mininos e mininas" da Escola Bengala Branca

Por: Clara Hugman
Humanitarius Internacional

(...Braille é um sistema de leitura com o tato para cegos inventado pelo francês Louis Braille
O sistema de Braille aproveita-se da sensibilidade epicrítica do ser humano, a capacidade de distinguir na polpa digital pequenas diferenças de posicionamento entre dois pontos diferentes. um cego experiente pode ler duzentas palavras por minuto....)


"Aqui está o Braillin e o saquinho para guardar."

"Com esta boneca especial ,e com o botões pretos do peito, as crianças aprendem o Braille"


Foi com os Meninos e as Meninas da Escola de Invisuais Bengala Branca no Natal de 2007, em Bissau que eu tomei contacto com esta forma de alfabeto -o Braille.
Aqui todos tentam aprender e ensinar o melhor possivel, mesmo com os parcos meios que a escola possue.
São todos muito empenhados. Aprendi muito com todos eles. Entre outras coisas aprendi a olhar para  o mundo de uma maneira muito mais tolerante e a relativisar as minhas necessidades, tornando-me uma pessoa mais feliz.
Para este nosso projecto, de apoio e ajuda, a esta escola na Guiné-Bissau, apelamos a quem nos possa ajudar com:
-Cadernos e outros
-Maquina perquin para deficientes visuais.
-Pautas e punções
-Cubos e cubaritmos
-Reguas de assinatura para invisuais
-papel cavalinho
-formas geometricas
-Mapas, globo ( para invisuais sobretudo)
-Desenhos pedagógicos ( ex.: corpo humano)
-Bola para invisuais e não só, já que esta escola é inclusiva.

Também continuamos a apelar a quem tem instrumentos musicais e já não precisa.

....o espirito da Partilha do Natal pode continuar todos os dias...


Para todos eles e para todos os outros meninos e meninas do mundo, desejo que o Novo Ano de 2010 possa trazer uma "Estrelinha"  de sorte e protecção e as suas condições de vida possam melhorar muito.

Clara Hugman
------------------------
Recorde-se a prestação carinhosa desta voluntária e coordenadora de projecto, na sua visita á Bengala Branca, no Natal de 2007 em reportagem vídeo: