«No mundo, há gente notável!»

28/03/10

EQUIPA EXPEDICIONÁRIA, CHEGOU AO SENEGAL APÓS VIAGEM ATRIBULADA

A viagem da equipa expedicionária, que partiu de Portimão, rumo á Guiné-Bissau, no passado dia 22 de Março, chegou a (27. Março) ao Senegal, após viagem atribulada com variadas avarias nas viaturas que seguem na caravana. O "ataque" das areias tocadas a vento, que nunca chegou ás conhecidas tempestades de areias do deserto do Sahara, o intenso calor, que chegou aos 45 graus de temperatura na Mauritania e Senegal, contribuiram para algumas avarias. Tuo começou com um "toque" de uma das viaturas em Agadir, uma embraiagem avariada, aquecimento de um turbo, que atrasou o andamento normal esperado, entre outros motivos.
Mas se os expedicionários sentiram alguns "sobressaltos", um deles merece destaque especial. Um funcionário de uma gasolineira no Sahara, acabara por contribuir com um dos maiores atrasos, é que em vez de atestar uma das viaturas com gasóleo, acabou por atestar com gasolina. Uma verdadeira complicação, que atrasou horas, longas horas a progressão da viagem.
Mas o histórico de avarias, começou muito antes da partida de Portimão, com a avaria da viatura da médica Ana Lopes. A expedicionária, acabou por seguir de avião, para Bissau, onde chegou dois dias antes do restante grupo. "Faz parte", assegura a coordenação da expedição, embora tudo o que mais estranho, possa ocorrer, numa viagem desta dimensão, tenha sido reforçada, com a assumida "caça á multa indiscriminada" de um já conhecido policia Senegales, na cidade de St. Louis. O agente da Gendermarie Nationale, já desde 2008 que é conhecido por "atacar" os turistas, arranjando sempre motivo para encostar, multar, sem que se justifique. É declaradamente, um ataque ao estrangeiro turista, que por vir da europa, terá muito dinheiro. Recorde-se que o parque automóvel do Senegal, é talvez o mais deprimente de toda a África Ocidental.
Mas seja como for, a multa acabou por ser paga sem discussão, até porque, o "artista" já não é a primeira vez, que multa qualquer estrangeiro, inventando motivos, onde eles não existem.
Afinal...vale a pena reclamar?
Com atraso de dois dias, os expedicionários, poderão chegar amanhã (29.Março) á Guiné-Bissau, entrando pela fronteira de Pirada. O moral de toda a equipa é elevad, embora o cansaço de longos percursos diários, tenha sido uma constante. (Continua)