«No mundo, há gente notável!»

24/04/10

EQUIPA DE EMERGÊNCIA HUMANITÁRIA, NASCE NO SEIO DA HUMANITARIUS

Médica, Enfermeira, Fisioterapeuta e Formador de Emergência médica, vão dar corpo, a um grupo de trabalho, pronto a intervir em qualquer situação de catástrofe ou ajuda humanitária.
Tendo como base, o projecto iniciado em 2009 pela Associação Humanitarius, "SAUDE-ALERTA", será uma espécie de equipa de intervenção e de formação, para ajuda a países onde seja solicitada a sua prestação ou colaboração. A ideia está a ser trabalhada ao detalhe, e já existem contactos, que se revelam uma oportunidade para avançar.
O grupo, ao ser criado, trabalhará no contexto de voluntariado, não excluindo a hipotese de poder ser remunerado caso seja requisitado, para colocação temporária em qualquer país dos PALOP ou outros.
Cada um destes profissionais, tem carteira de formadores (CAP), exercendo a sua profissão há mais de 10 anos, em Unidades Hospitalares, Equipas de emergência Médica, entre outras.
A primeira reunião de trabalho, poderá acontecer em breve, numa altura em que se produz o balanço, dos meios humanos e materiais de apoio á saúde, que se deslocaram á Guiné-Bissau.
Quanto á Humanitarius, para além de produzir mecanismos de apoio, para angariação de meios hospitalares, para doação a países, deficitários desses meios, assumirá a coordenação logística desta equipa, para onde se desloque.
O Grupo Saúde-Alerta, pretende ser um corpo especializado de apoio de emergência e Formação na área da saúde, em países que já manifestam interesse, numa colaboração a médio prazo, como Guiné-Bissau, Moçambique e até Timor, país de onde regressou a Enfª Fátima, que será voluntária da Humanitarius Internacional, que prepara já o seu projecto de trabalho para o grupo, onde em Timor, deixou aberta uma via de colaboração, tal como a que recentemente se abriu em Moçambique.
Recorde-se que dentro de um mês, a Coordenação de projectos da Humanitarius, vai preparar a instalação de meios hospitalares, doados pela ARS-Algarve a Moçambique, e preparar meios de logística, para a ida de um grupo de formação desta instituição tutelada pelo Ministério da Saúde a Pemba (norte de Moçambique), nas áreas da Ortopedia, Radiologia e Assistência Social.