«No mundo, há gente notável!»

24/08/09

HUMANITARIUS, VAI SER REUNIR COM A JUNTA DE FREGUESIA DE PORTIMÃO

A ideia é, solicitar uma colaboração da Junta de Freguesia, nossa parceira desde os primeiros "passos" da Associação Portimonense, afim de concertar uma acção directa de entrega de cadernos a crianças e jovens com dificuldades financeiras. Esta acção decorrerá com base num planeamento orientado em duas fases, em que uma delegação da Associação entregará o donativo de uma livreira de Albufeira. Ao todo são cerca de 2 toneladas de cadernos, blocos, e muitos outros, que por certo ajudará a minimizar os custos na compra de material escolar de apoio, em que parte dele foi também doado pela STAPLES de Portimão. Esta acção consertada com a junta de freguesia de Portimão, tem a ver com o facto desta instituição, conhecer melhor, as grandes dificuldades de muitas familias. Alêm disso, Ana Figueiredo, Presidente da Junta, é simultaneamente Presidente da Comissão de Protecção de Menores de Portimão.

ASSOCIAÇÃO FAZ APELO A DOADORES

A Pediatria do Hospital Nacional da Guiné-Bissau (HNSM), está a braços com as maiores carências em equipamentos, mas sobretudo com falta de materiais e consumiveis de apoio clinico. Gase, Ligaduras, Soro, Seringas descartáveis, Betadine, desinfectantes, e coisas tão básicas como Lençois. A Humanitarius (A.H.A.S.I.), solicita a colaboração de todos, que possam contribuir com um pouco de generosidade, em especial a empresas hospitalares e clinicas, que possam contribuir com uma ajuda importante, para as grandes faltas desta unidade hospitalar. Recorde-se que em 2008 esta equipa, levou 2 cadeiras de rodas, um donativo doado pelo "ROTARY CLUBE DE LOULÉ" e "MUNDO KARTING" ainda várias caixas com material de reabilitação e apoio ortopédico doados pela "NORFARMA". A todos os que de uma forma sincera possam ajudar, a Humanitarius, reconhecerá em nome da Administração, direcção médica hospitalar, doentes e povo Guineense.

NOVOS PARCEIROS JUNTAM-SE Á HUMANITARIUS (A.H.A.S.I), EM PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO



Chama-se ENAPROMA, e será uma das duas ONG's locais na Guiné-Bissau, a celebrar um protocolo de cooperação nas áreas da Saúde e Educação. Outra das ONG´s, será a APROMODAC, parceira da FAO e PAM (Nações Unidas), que tem projectos de grande relevãncia nas áreas vitais do desenvolvimento local. A ligação entre estas duas ONG's e a HUMANITARIUS (A.H.A.S.I.), será meramente corporativa, baseando-se num estreito contacto com grupos doadores em plataformas institucionais. Os dois protocolos vão ser rubricados em Bissau, prevendo-se que possam acontecer em meados de Março de 2010. A estrutura desta união de parceria, culminará com um relatório regulador, detalhado que "acertará as agulhas" desta cooperação. Em relação á APROMODAC, dentro de poucos dias faremos a apresentação da ONG e dossier de intenções.
RESULTADO DA CAMPANHA DE AJUDA EXTERNA


As máquinas "da vida", já foram garantidas pelo Centro Hospitalar do Barlavento Algarvio. Era a grande "luta" que a Associação algarvia Humanitarius, travava desde que conheceu, o problema em Março de 2009. O elevado número de mortalidade, de bebés recém-nascidos, sobretudo prematuros, que por falta de meios, que os "agarrassem" á vida em várias unidades hospitalares no interior, acabariam por morrer até chegarem ao Hospital Nacional em Bissau.
Uma das máquinas, vai ser entregue ao Hospital de Comura, que presta um  continuado serviço de maternidade. Ali estão internadas muitas crianças de tenra idade, muitos deles, seropositivos.  A outra será entregue á Rede Ajuda, (RA) ONG, apoiada pela Cooperação Portuguesa/IPAD.
Como esta organização, gere 16 instituições, incluindo associados no serviço de saúde, será assim, uma mais valia, para o reforço de meios, que vão ajudar a salvar muitos bebés.  
As duas incubadoras, assim como muitos outros equipamentos de suporte clínico, serão entregues a várias instituições, sobe a égide da Cooperação Portuguesa, com a presença do Adido da CP Dr. Guilherme Zeferino. Recorda-se que qualquer destes equipamentos, estão operacionais, tendo sido revistos e manutenciados, pelos técnicos do CHBA, muitos dos equipamentos estão, em estado novo. 
Sensíveis ás grandes faltas, a Administração do CHBA, e equipa de aprovisionamento, fizeram uma lista dos materiais, equipamentos e mobiliário clínico, que será um "respirar de alívio", dadas as grandes faltas de materiais no serviço de saúde de algumas instituições.